VIABAHIA anuncia revitalização em Conquista após crise


Por Alessandro / 10 de agosto de 2018

Carlos Bonini Filho, gerente de Relacionamento da Via Bahia, foi entrevistado pelo Jornal A Semana sobre queixas de motoristas que usam diariamente a malha rodoviária sob jurisdição da empresa. Ele destacou a importância de sempre ouvir a comunidade para que sejam ajustados os projetos, afim de que possam ser atendidas as demandas não só dos motoristas, mas também para que os projetos atendam as necessidades da comunidade.

Bonini Filho declarou que a crise econômica foi ruim para a Concessionária de Rodovias S/A, que administra um trecho de 680 quilômetros de rodovias, e todos os projetos estiveram parados, havendo, inclusive, a falta de aporte do BNDES. Houve parada em todos os projetos de infraestrura no país. Por conta disso, foi necessária revisão do contrato junto a NTT. Através deste processo de revisão, a Via Bahia busca fôlego para continuar as obras, que estiveram estagnadas, em virtude das dificuldades que o país enfrentou e enfrenta nos últimos anosO presidente da Câmara, Hermínio Oliveira, em entrevista a nossa reportagem, afirmou que a Via Bahia cuida muito bem de Salvador, dos entornos do Paraguaçu, Feira de Santana e outras cidades, desprezando totalmente Vitória da Conquista. Carlos Bonini justificou que as obras entre Feira e Paraguaçu já estavam previstas como obra inicial do contrato. 

“Estamos estudando a possibilidade de melhorar o nosso contrato na região conquistense. Definitivamente as mudanças vão atender as necessidades de todas as regiões que estão sob nossa jurisdição. São quase 700 km de via sob nosso controle. Nosso contrato é antigo e foi elaborado em 2006/2007 e hoje não contempla a realidade das comunidades, mas estamos fazendo revisões para atender estas necessidades”, declarou.

Finalizando, destacou que o superintendente de Infraestrura da NTT esteve na região e viu necessidade de seqüenciar as obras em Vitória da Conquista. Os retornos no anel de contorno e viadutos, o acesso ao Aeroporto, adequação do duplicamento da BR 116 estarão em pauta novamente, a partir da revisão qüinqüenal do contrato. A travessia do Comveima ao bairro Morada dos Pássaros registra muitos acidentes e Carlos Bonini anunciou que solução definitiva para o problema será duplicação. Este item faz parte da revisão contratual e estão sendo aguardadas licenças de instalação da obra e financiamento da obra, para dar cabo a este projeto. 

A Polícia Rodoviária Federal também se posiciona em relação a problemas na Rio Bahia. O Inspetor Ramalho, da Polícia Rodoviária Federal, também entrevistado pelo Jornal A Semana, disse que se torna necessário encontrar caminhos para a solução de problemas comuns relacionados ao contorno da Rio – Bahia – Anel Viário, no perímetro conquistense. Expôs que existem problemas ainda nos acesso Norte/Sul de Vitória da Conquista. “A PRF espera contribuir no encontro de soluções, buscando a melhor saída para um trânsito mais seguro ordeiro e tranqüilo” Ele fez observações que são concernentes à Polícia Rodoviária Federal.

Na travessia Comveima/Morada dos Pássaros, KMs 826-827, no horário de maior pico,  acontecem acidentes quase que diários. Indagamos ao inspetor se a PRF tem agido. Ramalho reconheceu o problema, mas citou que existem entroncamentos semelhante no Trecho da Lagoa das Flores e acesso à Cândido Sales. Em todos eles, há uma demanda maior das equipes de ronda, “mas esta travessia, este ponto sensível, de fato requer um trabalho mais contundente e vamos fazê-lo”, garantiu.