MODERNAGENS DA SINALIZAÇÃO NO TRÂNSITO CONQUISTENSE


Por João Melo / 15 de abril de 2018

Ana Paula ficou surpresa quando acompanhava sua prima até a Urbis V e deparou com um monte de tábuas erguidas no meio da rua. Ela imaginou que por indicação de algum vereador, ou por iniciativa independente do Executivo, ali estaria sendo iniciada uma grande obra. As duas estavam a bordo de um Gol.

No meio do caminho, uma estrutura. O que aconteceu quando ela se aproximou do monstrengo? Deparou com um mega buraco, e uma sinalização primária, feita por moradores, advertindo aos motoristas, que, se passarem pelo local, podem cair numa cratera colossal. Fomos ao local e tiramos fotos.