FERIDAS NA ALMA


Por João Melo / 14 de março de 2019

Nos últimos dois anos foram abertos mais de 29 mil processos de violência contra a mulher, no Estado da Bahia. Mas a Medida Protetiva de Urgência, que é uma ferramenta importante de proteção à mulher, e combate a violência, vem sendo pouco solicitada pelas vítimas. Às vezes, os companheiros se transformam no pior inimigo e mesmo assim, as mulheres têm medo de se separar ou denunciar. Os dados são assustadores. Em Vitória da Conquista foram abertos 5.455 processos abertos. Em janeiro, na cidade, foram registrados 182 boletins de ocorrências de violência contra a mulher. Ontem, quarta-feira, uma sessão na Câmara homenageou as mulheres.