FAZ 10 ANOS QUE O SUDOESTE BAIANO PERDEU SUA GRANDE LIDERANÇA – TONHE GORDO


Por Editor / 18 de agosto de 2011

Edson Grilo 

No dia 17 de agosto de 2001 falecia na BR 116, vítima de acidente automobilístico, Antonio Edvaldo Macedo Mascarenhas (Tonhe Gordo), prefeito de Poções. Quando de sua morte, Tonhe Gordo experimentava seu melhor e maior momento político, depois de se destacar como prefeito, por três mandatos, presidente da AMIRS-Associação dos Municípios da Micro Região do Sudoeste Baiano, presidente da UPB-União dos Prefeitos da Bahia, Vice-presidente da CNM-Confederação Nacional dos Municípios e era cotado para ser candidato a vice-governador na chapa de Paulo Souto e Antonio Carlos Magalhães, como senador. Nos bastidores também se comentava, na época a possibilidade dele se lançar candidato a deputado federal tendo o prefeito de Barra do Choça, Oberdan Rocha como deputado estadual, considerada a dobradinha invencível, em toda a região. Tonhe Gordo instalou na região o municipalismo e associativismo forte e ficou conhecido como administrador ágil, dinâmico, transparente e de pulso firme nas decisões que tomava. O povo de Poções jamais esqueceu seu nome, que é lembrado carinhosamente em toda a região (Bom Jesus da Serra, Mirante, Caetanos, Boa Nova, Dário Meira, Manoel Vitorino, Planalto, Barra do Choça, Caatiba, Nova Canaã, Iguaí, Ibicuí, Vitória da Conquista e tantos outros municípios). Graças ao seu nome e a herança política deixada conseguiu eleger seu filho, Luciano Mascarenhas, a prefeito de Poções, na última eleição municipal.

Diretor, repórteres, jornalistas e representantes do Jornal A Semana, da Revista Conquista News e do site www.conquistanews.com.br prestamos a nossa homenagem a este grande homem e lamentamos a grande perda que toda a Bahia teve com a sua passagem.