Cristiano Ronaldo deixa Real Madrid e fecha com a Juventus


Por Alessandro / 10 de julho de 2018

O ciclo de Cristiano Ronaldo defendendo as cores do Real Madrid chegou ao fim após nove temporadas. O português não atuará mais pelo clube merengue e será jogador da Juventus, da Itália, na próxima temporada. O anúncio foi feito pelo próprio Real Madrid por um comunicado no site oficial.

Cristiano Ronaldo também divulgou uma carta de despedida. Leia a íntegra:

“Estes anos no Real Madrid, e na cidade de Madrid, foram possivelmente os mais felizes da minha vida. Só tenho sentimentos de enorme agradecimento por este clube, esta torcida e todo o carinho que recebi. Sem me alongar muito, creio que chegou o momento de iniciar uma nova etapa na minha vida e por isso pedi ao clube que me negociasse. Peço a todos, especialmente nossos fãs, que compreendam a situação. Foram nove anos absolutamente maravilhosos. Foram nove anos únicos. Foi um tempo emocionante para mim, repleto de considerações, mas também foi duro por conta da exigência altíssima no Real Madrid, mas sei muito bem que nunca poderei esquecer que aqui desfrutei o futebol de uma maneira única. Tive companheiros fabulosos dentro de campo e nos vestiários, senti um calor incrível da torcida e, juntos, conquistamos três títulos da Champions League seguidos e quatro nos últimos cinco anos. Tudo durante minha etapa neste clube foi imenso e extraordinário. O Real Madrid conquistou o meu coração e da minha família, e por isso, mais do que nunca, quero dizer agradecer: obrigado ao clube, ao presidente, os diretores, meus companheiros, todos os técnicos, médicos, preparadores físicos e todos os trabalhadores incríveis que fazem que tudo funcione e que são responsáveis por cada detalhe de maneira incansável. Agradecimentos infinitos uma vez mais aos nossos torcedores e também ao futebol espanhol. Durante estes nove anos tive jogadores gigantes pela frente. Meu respeito e reconhecimento para todos eles. Refleti muito e sei a hora do meu novo ciclo havia chegado. Eu me vou, mas esta camisa, escudo e o Santiago Bernabéu sempre estarão comigo para onde eu for. Obrigado a todos e, como disse naquela primeira vez em nosso estádio há nove anos atrás: HALA, MADRID!”